sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Sobre a minha imperfeição


   

    Não consigo mais fazer a bonita, eu sou o tipo que se adapta fácil a diferentes tipos de pessoas e ambientes, mas a medida em que minha personalidade vai se solidificando percebo que essa coisa de sorriso congelado não é pra mim. Essa chatice efusiva de abraços, beijos e “eu te amo” pra qualquer um, foi uma das épocas mais erradas da minha vida, eu não sou assim.
     Pode parecer loucura para quem me conhece e lê, mas sou bastante reservada. Amo conversar, trocar idéias, informações e até piadas... Mas não faço a linha ter amigo de farra ou de status; colocar uma minissaia e desfilar meu corpinho para os “pão com ovo metido a Big Mac” da minha cidade, ou então colar com a pseudo-elite só para me sentir mais do que uma pessoa que sangra quando corta o dedo.
     Se um dia eu fiz isso, é porque eu mesma não me conhecia. Não sou dessas. A euforia de me produzir toda só para ver se receberei muitas cantadas na noite é muito pouco prazerosa em comparação a quão frustrante é, no final da noite você é só uma idiota com muitas bactérias na boca. Autoestima que é bom? Nada. Prefiro ficar em casa – sozinha se for o caso – curtindo um edredom e meu computadorzinho.
    Não vivo mais dessas aparências, já vivi, mas não vivo mais. A felicidade legítima, a amizade e o amor estão longe dos holofotes de uma sociedade estereotipada, seja ela grande ou pequena – como no caso de Seropédica. É importante conhecer pessoas e se relacionar, entretanto, nem tudo é digno de ser posto “no ventilador”, ser julgado e depois jogado no seu colo como uma mercadoria vistoriada. Sua vida é mais do que a opinião das pessoas, e mesmo que o clichê não cole tão bem quanto antes, a idéia continua sendo verdadeira e bem eficaz para aqueles que não querem – literalmente – ser só um rostinho bonito sem nada a dizer para esse mundinho meia boca no qual vivemos.


2 comentários:

Caroline disse...

Eu adorei esse post, adorei !! Disse tudo <3

Juliana Poiares disse...

Obrigada Carooool,

ando revolts! hahahaha =*