sábado, 27 de novembro de 2010

Ah, o amor...



Me peguei refletindo sobre o amor, e cheguei a algumas conclusões. O amor não é um sentimento propriamente dito, ele é a junção de todos os outros. O amor - ao contrário dos outros sentimentos - não é uma coisa que acontece, é uma coisa que proporciona que uma porção de outras coisas aconteçam. A nossa mente, possui uma resistência natural, algo que nos protege. Alguns chamam de noção de perigo, intuição ou similares. O amor é aquilo que nos tira tudo isso, toda e qualquer resistência mental que você tenha se esvai. Dando liberdade para tudo o que está em volta penetrar em você, e empedir que você possa as entender. Quando você ouve aquela voz, ou sente cegamente aquele toque e sabe a quem essas duas coisas pertencem, todos os sentimentos juntos são impostos a você. O amor nos faz sentir alegria, tristeza, calma, raiva, desespero, tranquilidade, ansiedade. O amor nos deixa mentalmente nus. Nos tira a máscara, as vestes e as vendas e nos entrega. O amor não é algo sozinho, ele é como uma película pegajosa que carrega todos os outros sentimentos, entra no seu corpo e depois te sacode pra que tudo se misture dentro de você. Pra que tudo fique azul e preto, pra que tudo acelere e desacelere ao mesmo tempo te deixando enjoada. Sejamos banais, então; E ele funciona mais ou menos como aquelas supercolas, quanto mais você as tenta tirar mais elas grudam em você. Pra você esquecer um amor de verdade, você pode também se espelhar na supercola. Se você tentar arrancar na marra, vai ser pior, você vai acabar arrancando um pedaço da sua pele, deixando ali uma cicatriz. Agora se você souber esperar, e ir fazendo aos poucos, quando você olhar, nem vai mais lembrar que ali teve cola um dia. Ou melhor, vai lembrar sim, entre risadas com as suas amigas.

3 comentários:

Bruninha Andrade disse...

eu não daria risadas, eu simplesmente lembraria com muito carinho pelos momentos que tive com a pessoa, talvez até conversaria com ela sobre isso, como bons amigos maduros. O amor se vai...mas a amizade entre nós fica, e isso é o mais importante ;D

Caroline ; disse...

eu dou risadas e seus posts parecem serem feitos pra mim ! os amo ♥ JSJIAJISIJ

Juliana Poiares disse...

Perfeito seria se sempre continuasse a amizade, Bruninha *-* Com certeza é o mais importante.


Obrigada Carol, eles também amam você. Certeza kkkkkk