segunda-feira, 5 de julho de 2010

Pedaços soltos de um longo arquivo



Eu estou tão acostumada. Acostumada a dividir minhas coisas com você. Dividir meus sonhos, dividir meus sorrisos, dividir meus contos. Ouvir teus sonhos e contos, ouvir teus sorrisos. Estou acostumada a ser pedacinho, a ser pedacinho seu, a ser pedacinho de tudo o que eu posso ser pra você. Estou acostumada a ser tuas lágrimas quando você precisar, e ser teus sorrisos quando você precisar mais ainda. Estou acostumada a aceitar que você seja meu sorriso. E a querer que você seja mais e mais. Eu sou tão parte de você, e você é tão mais parte de mim ainda, que não sei se podemos ser mais do que já somos um pro outro. Se aumentar, estraga. Precisamos é encarar as cartas de uma forma diferente. Não com menos ou mais intensidade, com intensidade diferente. Não colocando mais corrente elétrica para dançar no fio, apenas trocando-o de lugar. 

3 comentários:

RhycaBarata disse...

Oi, bonita!!!

Nossa, adoray seu blog!!! Muito obrigada por indicar azamiga, viu?! Pode ter certeza de que vou te visitar sempre!


RhycaBarata

Juliana Poiares disse...

Ah querida, magina.

Muito obrigada e volte sempre ♥

carol b. disse...

aaah ,cê tem que parar de me tocar tanto com esses seus textos . fazfavor# viu ! HAHAH
morro largado com tuas palavras *-*