terça-feira, 28 de julho de 2009

Acreditar que o bem ainda vale a pena




E eu só queria mesmo era conseguir decidir entre a coroa e o boné. Entre uma vida cheia de frescuras e pessoas que gostariam de participar de um comercial de pasta de dente ou uma vida mais suada, batalhada, com pessoas que tem felicidade autêntica e não superficial. Entre a felicidade prática e instantânea ou aquela que vai me levar aonde eu realmente quero chegar.

Eu só queria acreditar que gentileza de fato gera gentileza. Que o que você doa de bom, volta em dobro pra ti e não te deixa com cara de pateta e o coração vazio, como anda acontecendo. Eu só quero acreditar que as pessoas vão olhar pra mim e se interessar pelo o que eu realmente sou e não por aquilo que minha roupa ou me aparência dizem.

Eu só quero acreditar que as coisas não serão mais de mentira. Que as princesas não serão mais criaturas incrivelmente ocas e superprotegias. Que consciência social vale a pena. Que você permanecer do lado do cara que você gosta, só porque sabe que ele ta sofrendo por outra garota e precisa de uma amiga, vai te trazer alguma coisa boa no futuro.

Eu só quero acreditar naquilo que eu bem entender sem que me reprimam. Quero ser livre pra falar e principalmente, livre pra pensar. Eu não quero mais estar nos melhores lugares com as piores pessoas. Não importa a qualidade do lugar quando se está com as melhores pessoas. Quero prezar as boas companhias e as boas conversas. Eu quero acreditar que eu posso ser, o melhor que eu puder ser. Sem ter medo de decisões, sem ter medo de dizer não.

2 comentários:

Anônimo disse...

Boa postagem, seria bom se pudéssemos ser guiados somente pela consciência e dizer o que é verdade e não o que é planejado para ser verdade. Seria bom se parássemos de ler rótulos em detrimento do conteúdo. Pois os amigos são igual ao Sol só aparecem quando o tempo está bom, mas é preciso ver que o tempo só fica bom porque os amigos aparecem.



PS.: Aconselho a utilização de algum meio para incentivar a leitura de postagens mais antigas, pois muito se perde com o passar do tempo. Aconselho algo parecido com linkwithin ou melhor. Abraço.

Leonar Radot

Juliana Poiares disse...

Olá, mais uma vez obrigada pelo comentário. E pode deixar que pesquisarei a melhor forma de fazer menção as postagens antigas.

E ah! Muito obrigada pela dica também! ;)