quinta-feira, 30 de julho de 2009

Eu realmente,sou muito adolescente


“Agir, aí esta a inteligência verdadeira.
Serei o que quiser, mas tenho que querer o que for.”
(Minha Jéssica)

O foda de tudo é ter que ser forte. É ter sempre que segurar a "pica". É o mundo te exigir força, maturidade, te empurrar fria e bruscamente pra um recomeço. O foda é ouvir coisas que você daria a vida pra não ouvir e ter que fingir que ta tudo bem, que vai passar. Que é como aqueles ralados no joelho, que sangram mas depois de uns dias é só casquinha, e depois de mais uns dias nem cicatriz tem, e você nem lembra do tombo.
-
O foda é acreditar que as pessoas são diferentes, que você foi sortuda. Que ele realmente te ama, ou que pelo menos te considera. O foda é nadar e morrer na praia. O foda são as noites sem dormir que você achava que eram mito até alguém realmente te tirar o sono. É a sensação de que você sempre soube que ia dar errado, mas você foi “muleque” o suficiente pra dar sua cara a tapa. O foda é se sentir culpada. O foda é você não ser mais a sua própria prioridade . É ver que quando o relógio bate a meia noite (ou 1 ano), você volta a ser a menina de sempre. Esse é o foda!
-
É voltar pra realidade. É saber que o ‘nunca mais’ existe sim. O foda é ver caindo por terra todas as suas crenças. É ver suas boas atitudes não tendo retorno. É admitir que você é bem mais fraca do que você supunha, que pra você é muito difícil enfrentar essas situações. Que a sua fortaleza ta muito mais na sua aparência do que em você de verdade. O foda é ter que olhar pra quem você ama e dizer uma coisa horrível, mas que precisa ser dita.

Um comentário:

caroline disse...

morro internamente com os seus textos ,e você sabe né queriids ,?
mas tarde caso com eles . rs *-*