segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

POV





Noite. Muitas estrelas no céu. Ele no telefone e o céu me invadindo com muitos sentimentos e nostalgia. Nostalgia por tudo o que já foi, por tudo o que eu não sinto mais. Eu estou tão diferente. Antes as coisas mais difíceis eram mais interessantes, sempre gostei de viver grandes aventuras, sempre gostei de ser Peter Pan. Hoje a felicidade me basta, e se ela estiver diante dos meus olhos, não vou ignora-la para buscar outras coisas. O que vier simplesmente no caminho, nem sempre é lucro. Comparando minha relação com as estrelas eu pude confirmar a hipótese. Afinal, se há um ano atrás me perguntassem para qual estrela eu gostaria de ir, eu diria: Para a mais longe, para a maior aventura. Mas se hoje me perguntassem, eu responderia: Para aquela que brilhar mais diante dos meus olhos.




Oi amores, só vou deixar aqui pra vocês o blog de uma linda minha que eu amo muito, Jéssica Mendes, que eu ando com muita saudade sabe? Ela é uma fofa, certamente vai apaixonar vocês também. Deliciem-se! 
♥ http://j-fearless.blogspot.com/

3 comentários:

Caroline ; disse...

as mudanças acontecem até onde menos esperamos.

Karol Rodrigues. disse...

To tão assim. To tão diferente, e ando buscando no passado algo que tenha minha cara, algo que pareça que eu ainda sou eu, a msm de sempre, com os mesmos principios, as mesmas coragens. mas isso é inutil.

Juliana Poiares disse...

São as mudanças que formam quem nós somos. Temos sim princípios, características, noções de certo e errado... mas o que faz a diferença é o que fazemos com isso. E esse é um trabalho diário. Não é passado, nem futuro, é presente.